Ruas

Ainda ando pelas mesmas ruas
Ainda faço as mesmas besteiras
Ainda digo coisas estranhas
Você ainda é a mesma em meus sonhos
Ainda assim não sou mais o mesmo
Viver ainda é um desafio
Morrer ainda é um erro inútil
Uma fuga sem sentido
Tudo Mudou
Mas me parece ser o mesmo
Sempre o mesmo
Amanhã vou acordar e ver
Que nada mudou
E que não sou mais o mesmo
Por isso seja quem sempre sonhei que fosse
E me acorde antes que seja tarde
(02-11-05
03h19min – 24/01/2010)

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Poesias

Uma resposta para “Ruas

  1. Pingback: Silencioso e Sombrio « Hermetic Rose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s