D’angelus

Pontos, linhas e formas, todas abstratas, como manchas negras em papel disforme, formando ondas e cadafalsos sobre os pés desestruturando o chão de seus pensamentos,  rede de tantos tatos em mãos espalmadas para tantos desagrados oprimidos em gestos mal interpretados ou apenas ignorados. As fitas que pendem do teto dos teus encantos multicores, aveludados, que prendem meus braços abertos na menção do abraço que não posso dar, dos ossos que cercam, das fibras que se rasgam entre seus atritos e o sangue que flui descontínuo e puro.
Pendurado a pés de qualquer chão, estou aqui, envolto em fitas que me prendem e trancam, que fazem de mim mero fantoche de meus próprios pensamentos. Linho branco tingido em puro sangue, linho vermelho imaculado. Traga as lágrimas que não soube derramar, e até mesmo as que derramou por quem não merecia, traga todas e banhe meus braços, deixe arder em toda sua angústia, deixe minha dor queimar as tuas dores, nas tuas lágrimas em meu corpo, templo-oferenda do mundo que ninguém criou.
Em meus ombros carrego o mundo, o meu próprio mundo. Traga tuas cargas, nobre Atlas de ombros curvos pelo peso do mundo, deite sobre mim seu fardo, a dor que teme tirar do peito e o que mais quizer. Em meu peito traga seu coração que descompassa apaixonado, que defalece em seu ultimo sopro, os pulmões do mundo, de quem teme respirar o ar viciado que sai de tua boca.
(28-03-10 – aprox. 2h20)

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Contos

3 Respostas para “D’angelus

  1. Pingback: Os números de 2010 « A Valsa das Flores Mortas

  2. Pingback: D’angelus « Hermetic Rose

  3. Pingback: Os números de 2011 | A Valsa das Flores Mortas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s