D’angelus II

Cores, matizes e texturas, pictóricas em seus fundos disformes girando sobre mim como folhas levadas pelo vento que não consigo sentir. Caem sobre as pedras onde me vejo acorrentado, que se dissessem quantas vezes me vi ajoelhado pelas dores que ninguém mais via… Realmente não sei o que diriam. Não pedi que ficasse, nem que arrancasse minhas forças. Não que tenha me sugado, abstraindo toda e qualquer chance de reação, os esforços são seus, e tuas forças não afetam as minhas, mas o que fiz para que as mantivesse, isso ninguém saberá. Estou cansado.

Enfrentei tuas tempestades, teus sopros e vulcões, e ainda estou aqui, impassível e incrédulo, tentando entender o que te faz lutar tanto. Não vê que teus excessos tem cegado teus olhos para as verdadeiras falhas, para os verdadeiros desafios? Não me culpe, por mais que não possa conceber o lugar onde estou, tuas portas não me dão passagem nem me deixam aceitar suas fugas.

Ainda preso, mas não posso deixar que os laços se rompam, nem que insista no erro de buscar algo que não pode ter agora. Não posso dizer onde tens de ir, mas posso indicar os caminhos, basta que o orgulho não te impeça de acreditar em meus olhos, mesmo que sangre por tudo, jamais verá meus esforços, mas não diga que teus castelos são de areia, nem que trocaram meu sangue por migalhas.

Não me deixe queimar acreditando que meus passos cegos me levaram a algum lugar onde possa descansar, que caminho entre outras paisagens, as nuvens que piso escondem as lanças e as brasas que não posso mostrar.  Já não são os mesmos dias.

Estarei aqui observando tudo acontecer, mas este é o ponto em que desapareço. Não vou mais sangrar pelo que não me faz bem. Não tenho tudo, mas não quer dizer que não tenho nada. Também tenho coisas a fazer e a aprender. Estarei sempre aqui, o anjo caído deitado entre minhas rosas e os lírios de teus jardins.

(31/08/2010 19h13min)

(continuação do Post D’angelus)

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Contos

Uma resposta para “D’angelus II

  1. Pingback: D’angelus II « Hermetic Rose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s