Anjo

Você me apareceu tão de repente
Meu pequeno anjo triste
Como se tivesse tudo
Como quem não quer nada
Tão reluzente seu olhar
Tão sombrio seu sorriso
Pequeno anjo triste
Levaste embora meu sorriso
Mas mantiveste suas lágrimas
Aqui estamos nós agora
Olhando o mundo
Com olhos de criança
Esperançosos e iluminados
Tornando-nos mais humanos
A cada erro esquecido
E a cada vitória ignorada
Como se fosse sempre um começo
Como se fosse sempre assim
Tão belo e triste
Como a tempestade
Lá fora
Encontrou-me tão só
E tão assim me deixaste
Sem dizer palavra
Sem saber o que eu sentia
Andando por aí
Em meio à chuva
Ainda lembro
Aquele anjo tão belo
Que tinha olhos de tempestade
E asas da cor da tristeza
Que levou minha alegria
E deixou esta marca em meu peito
A marca de que tudo um dia irá mudar
Que em nossas ilusões
Nada mais será como é agora
E nada mais é real
(??/??/????
11h04min – 25/01/2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s