Canção

Como as coisas são
E como elas acontecem
No campo de rosas
Onde os homens padecem

A procura de alguém
Quem me de carinho
Pelas terras mais além
Vou seguindo meu caminho

Nada mais me resta
A não ser lembrança
Alegria guardada sem pressa
Teu sorriso de Criança

Tua beleza em pétala
Lembro teu sorriso menina
Tem do orvalho a pureza
Sombra de minha sina

Horizonte é o ensejo
Dos que me alcançarão
Como uma doce canção
Dança do meu desejo

A lembrança do beijo
Que marcou nosso fim
Ardeu como nosso desejo
Em teus lábios assim

Outros tantos vão dizer
Mas será verdade assim
Que não sei o que fazer
Se teu não virar sim

Meu sentimento sua mercê
Há muito tempo esqueceu
Mas foi só por você
Que meu coração escureceu

Talvez seja dificil dizer
O que quero esquecer
Muitas cartas lhee screvi
E quase todas destruí

Que falavam de amor
E como era então
Só por você compor
Sempre nova canção

Lutando contra teus olhos
Tento fechar os meus
Não chorar feito tolo
Como os olhos teus

Esta história não tem fim
Pois você já foi embora
E procuro alguém pra mim
Já que estou sozinho agora.
(24-02-06
13h30min – 25/01/2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s