Cartas – 05

10/08/2005

Dúvidas me assolam por não compreender seus passos, direcionados a um caminho que não vejo nem posso seguir. Suas pegadas em meio à neve estão tingidas de sangue, um rastro, uma lembrança, um vulto em meio à névoa.
Suas unhas são garras que me prendem a você, seus olhos de falcão vigiam meus passos, predadora me desafia a lutar, mas não tenho forças para tal.
Quero ter você comigo, mas não sei como.

Uma vez me perguntaram por que eu escrevo, e lhe respondi que é para deixar o pensamento fluir livre com todo meu sentimento e poder por a cabeça no lugar, porque sei que alguém irá ler. Perguntaram-me para QUEM escrevo, e simplesmente eu disse: para quem amo, para meus amigos, para quem por ventura merece ler.

Faremos um mundo só nosso, onde poderemos viver felizes longe dos problemas banais que agora nos cercam e tentam nos prender. Agora tanto faz se gosta de mim ou não, eu a amo de qualquer forma, e seu perfume estará sempre comigo aonde eu for…
Você é minha guia, minha razão para ir adiante, onde nunca tive coragem de ir antes, és e sempre serás meu amor, por mais que eu desminta será sempre assim.

Não adianta bater, a porta que você fechou não tornará a abrir, mas existem outras formas de chegar até mim.
11/08/2005

Pensamentos e decepções que me fazem agir de forma estranha, virar as páginas dessa estória sem fim. Tenho sonhos nebulosos, com a pessoa que gostaria que estivesse ao meu lado, e que é desconhecida das pessoas que me acompanham.
Não chore, não faça isso, não deixarei que voes com essas asas falsas, de papel velho e sangue coagulado, já que em outra era não me deixaste voar com as minhas…
As asas do amor e da liberdade de espírito são puras, e consegui-las é difícil, mas sei que tu és capaz de merecê-las, pois eu te amo.
Sei que muitas vezes, você não entendeu meus motivos para agir dessa forma, mas saiba que é por não tê-los que o faço. Seus olhos são meu caminho, o caminho que me leva até você, para te encontrar, para te esquecer…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Contos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s