Reticências

Repetir os mesmos erros
Andar sem direção
Falar coisas estranhas
Ainda assim te amando
Esquecer o que passou
Lutar para ter paz
Ainda assim te amando

Dedilhar sonhos em uma harpa
Enquanto o mundo dorme

Assistir a tudo em câmera lenta
Sentir o tempo passar com os dedos
Sumir do mapa para aparecer em você
Uma canção de amor sem letra
Não pensar em nada
Caçando sonhos por você
Até o fim a seguirei
Onde poderei dizer: Amo-Te
(13h24min – 05/03/06
13h33min – 25/01/2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s