Distração

Tenho andado tão estranho
Distraído e indeciso
Tão alheio a tudo
Nada do que vejo agora
Faz parte do meu mundo
O mundo que não escolhi pra viver
Sempre andando
Sem descanso
Sem parar
Em busca de sonhos
Em busca de amor
Tentando ser feliz
Cansado e com sono
Tentado dormir em paz
Longe da anarquia
Que se transformou minha vida
Não reclame
Foi você quem quis assim
E me deixou aqui sozinho
Contemplaste meus olhos
Mas não soube dizer o que eu sentia
Andando tão só
E assim tão somente
Tentando ser feliz
Sozinho
(20h44min – 03/06
17h39min – 25/01/2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s