Restos

Estou perdido entre escombros
Sobras do que eu era
Restos dos meus muitos amores
Sombras de um coração alquebrado
Caminho pelas chamas
Vejo sombras entre as ruínas
Personificando minha dor
Meu jardim de rosas vermelhas
Regadas com meu sangue
O mesmo sangue manchou tua espada
Que agora repousa em meu peito
Cravada em meu coração
Nesta batalha sem razão
Lutei desarmado
Sem querer lutar
Apenas para contemplar teus olhos
Uma vez mais
Pela ultima vez
Deixaste-me aqui
Fraco, mas ainda vivo
Derrotado
Agora que foste embora
E não irá voltar
(22-03-06
17h50min – 25/01/2010)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s