Postais 11

“Querido Arthur,
Em mim também não me cabe felicidade
Mal a caneta consigo segurar nas mãos
Te espero, Arthur, atenta.
Para nos encontrarmos novamente
E fixarmos o olhar um no outro
Como sonhei a sua distancia
E juntos ficaremos
Para sempre.
da eternamente sua, Mariana.”

(Co-autoria: Barbara Helena Nieviadonski)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Contos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s