Frio

O vento corta o ar
Como seu beijo corta meu rosto
Tenho tanto pra lembrar,
Mas não quero te esquecer

Perdão
Peço agora aos seus pés
Sei que não devo me torturar
Mas sem você não consigo viver
E seu nome insisto em gritar
Perco-me por ruas que nem sei o nome
No escuro calcado das calçadas
Volte pra mim
Estou com saudade
(10/05/2006 – 21h22min
29/10/2010 – 01h17min)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s