Neblina

Eu não vejo nada
A neblina cobre meu rosto
Minha armadura fria espera
Minha espada quer seu sangue
Eu ainda te amo
E como eu
Você continua errando
Você vê o vermelho em meu peito
Confesso
Não é tinta
O sangue que você mesma fez rolar
Veja
Eu senti tanto a sua falta
Eu chorei sobre a grama
Que teus pés um dia pisaram
Eu morri por você
Eu joguei fora todos os meus sonhos
Por você
Você vê tudo e acha graça
Eu sofri tanto e por tanto tempo
Só você não viu
Não me procure em outros olhos
Não me procure em outros sorrisos
Estive aqui o tempo todo
Só você não viu
Cansei de cultivar ferida que não se fecha
Cansei de esperar por teu olhar
(??/11/2006
20/11/2010 – 09h27min)

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Poesias

Uma resposta para “Neblina

  1. Você se inspirou na música “Na sua estante” da Pitty pra escrever essa poesia. ^^
    Gostei.
    Mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s