Onze de Julho


Passei a tarde pensando
Olhando para o nada enquanto as horas passam
Estou aqui de novo
Passei por ruas e os carros buzinavam
Enquanto eu falava bobagens românticas
E rindo de mim
Não sei dizer o que senti
Mas não vou dizer que estou confuso
O céu do teu olhar iluminou todo o jardim
Escuta o coração que pulsa
Perturbando minhas razões e as tuas
Ver-te-ei novamente em frente as flores?
Espero suas respostas pras mesmas perguntas
Que me faço sempre e repito a esmo
Do lado de fora nasceu
Uma rosa nova no jardim
Um botão que se guarda
Pra abrir tão bela rosa
Ao seu insano amor
Por seu insensato coração
Pra ver?
Não consigo enxergar teus olhos
Pra sentir?
Queria provar teu beijo pela ultima vez
Pela ultima vez
(11/07/2007 – 20h59min
29/11/2010 – 22h41min)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s