De Quantas Luas Nasce um Sol?


Que sóis incendiaram tua alma?
Que branca lua banhou teu corpo?
Quantas voltas meu mundo deu
Desde tua dolorosa partida?
Amada senhora de tantos sonhos
Contempla-me com olhos de vidro
Pesa-me o peito tua falta
E tão amargas são as horas
Que passo em meu leito a olhar o teto
Turva-me os sentidos teu toque
Embriagam-me de luxuria teus beijos
Tão quentes como o fogo do sol
Que incendiaste teu corpo
De mãos tão frias como o vazio em meu peito
Da luz da Lua que banha teu corpo
E pelo fel das tuas demoras
Lua tão bela banha-me com tua luz
Tão cheia quanto o dia de nossa união
Minguante como a noite tão negra
Do beijo que nos unem as almas
Palavras que tanto escuto
Apenas por ti e por ti padeço
Duros são seus gestos e palavras
Mas tão suave é o teu rosto
Aguardo suas resposta
Assim como seus beijos e seu corpo
(??/12/2007
12/12/2010 – 15h53min)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s