Carta a um Antigo Amor

Por que procuras
O que deixou de ter
O que deixou de sentir
O que tentou esquecer

Se o que te fascina
São outros meus olhos
Se aquela menina mudou
O que faz aqui sob a sombra
Do passado que não vai embora

Meu amor o tempo é cruel
Mas não mais que teus dedos ávidos
Teus abraços de doentia saudade
Teus apelos desencontrados

Quem carrega teus passos
Agora que não posso mais fazê-lo?
O que te tornastes
Depois de tanto tempo?

Procura meus braços em sonhos
Palavras sem dono
Silêncio nos atos
Quer se fazer sentir
Quer se fazer valer
Quer tentar por não ter
Quer falar por falar

Esqueças que sinto tua falta
Teus erros e as mágoas
Que jamais voltam
Guarde o velho perfume
Que em noites sem rumo
Cansei de buscar

Que o calor de tuas mão
Aqueça a outro
Que teus olhos façam abrigo
No espelho que te reflete

Que teus passos tão soltos
A outro caminho te leve
Vá para longe,
Mas não esqueça de mim.
(29/04/2013 – 07h50min)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s